domingo, 16 de janeiro de 2011

Morte Anunciada.


Morte Anunciada.

O mundo morreu!!!
Terminou em lágrimas
Nas lastimas da utopia
Nas criticas a ideologia.

A musica terminou sem final,
O tenor de rouco mudo ficou,
A Cortina escancarada fechou,
A platéia estática vidrada fita.

O mundo morreu!!!
A paixão acabou, sucumbiu;
O amor sofreu em chagas.

O delírio voltou para os olhos!
E todos se voltaram correndo
                          [para a porta
Que entreaberta desembocava
                  [em um cemitério.

Francisco Maia


Nenhum comentário:

Postar um comentário